Arrtigo 01
Direitos Animais

Direitos animais vêm de um direito natural decorrente da própria existência e capacidade da consciência e sentimentos. Esses direitos básicos não devem ser atribuídos somente aos seres humanos, relegando aos animais à mera condição de objetos perante a humanidade. A sociedade evoluiu suficientemente para reconhecer que na essência ética e moral os animais são sujeitos de Direito de acordo com interesses naturais inerentes à própria natureza e por serem seres plenamente capazes da consciência e sentimentos - seres sencientes. Os animais têm Direitos morais básicos: à vida, à liberdade, integridade física e psíquica.   

Em 07 de julho de 2012 a Declaração de Cambridge constatou a existência de consciência nos animais:

"A ausência de um neocórtex não parece impedir que um organismo experimente estados afetivos. Evidências convergentes indicam que os animais não humanos têm os substratos neuroanatômicos, neuroquímicos e neurofisiológicos de estados de consciência juntamente como a capacidade de exibir comportamentos intencionais. Consequentemente, o peso das evidências indica que os humanos não são os únicos a possuir os substratos neurológicos que geram a consciência. Animais não humanos, incluindo todos os mamíferos e as aves, e muitas outras criaturas, incluindo polvos, também possuem esses substratos neurológicos".

Direitos Animais é uma extensão dos Direitos Humanos.

Neste espaço divulgaremos Legislações, Projetos de Leis, decisões judiciais, matérias e artigos relacionados ao tema, a fim de possibilitar pesquisas, estudos, análises e profunda reflexão sobre nossas atitudes e comportamento cultural com relação aos seres sencientes.

"Os animais não existem em função do homem... Eles possuem uma existência e um valor próprios. Uma moral que não incorpore esta verdade é vazia. Um sistema jurídico que a exclua é cego.” Tom Regan

Apoiamos:
Arrtigo 01
ONG VEDDAS

Matérias Relacionadas

Comércio de Peles proibido em São Paulo
Chinchila - uma das espécies usadas pela indústria da moda - proibido em São Paulo

Comércio de Peles proibido em São Paulo

Enquanto a proibição do foie gras segue suspensa por decisão judicial, o comércio de casacos de pele já é ilegal na cidade. Regulamentação deverá ocorrer nas próximas semanas, mas o cidadão já pode fazer o seu papel e fiscalizar as lojas.

Ler Artigo Completo
Direito Animal e o Princípio da Senciência
Laerte Fernando Levai. Promotor de Justiça do MP/SP. Mestre em Direito pela UNISAL/Lorena. Especialista em Bioética pela FM/USP. Pesquisador do Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, das Intolerâncias e dos Conflitos, ligado à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da USP. Autor de “Direito dos Animais” (Mantiqueira, 2004).

Direito Animal e o Princípio da Senciência

02/10/2015 por Laerte Fernando Levai 

Ler Artigo Completo
VEDDAS e a Campanha pelos animais de laboratório
Participe da Campanha e assine a petição

VEDDAS e a Campanha pelos animais de laboratório

Tripode Advogados acredita que através de informação e conscientização sobre a senciência animal, ocorrerá uma mudança na sociedade que respeitará os animais, e por via de consequência todo o planeta.
 
Por defendermos mudanças, apoiamos a ONG VEDDAS que além de conscientizar, sensibilizar e educar a sociedade, ainda possui uma atuação forte em Projetos de Leis importantes para os animais.
 
 
VEDDAS - Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade trabalha para promover a defesa dos direitos animais.

Ler Artigo Completo